menu
Topo
Blog da Bella Falconi

Blog da Bella Falconi

Categorias

Histórico

Dieta cetogênica: veja relato de quem segue e receita

Universa

19/08/2018 04h00

Crédito: iStock

Já abordei o tema da dieta cetogênica aqui no meu blog em outra ocasião e isso gerou diversos comentários e pedidos por parte dos meus seguidores. Atendendo a esses pedidos, resolvi fazer algo diferente e apresentar um "case de sucesso" da minha própria casa: meu marido, Ricardo Maguila.

O Ricardo tem seguido a dieta cetogênica e está conseguindo bons resultados, que me deixam muito feliz pela dedicação e comprometimento dele com uma vida mais saudável.

Vou postar aqui em baixo algumas respostas dele sobre a dieta, e tenho certeza que isso vai responder também as duvidas de muitos de vocês:

1. Por que você optou pela dieta cetogênica?

Eu já tinha lido diversas vezes sobre a relação benéfica entre a dieta cetogênica e tratamento de doenças autoimunes. Eu tenho colite ulcerativa, que é uma doença autoimune. E ouvi sobre vários estudos, mesmo que iniciais, indicavam possíveis melhorias na saúde. Além disso, sempre tive dificuldade de perder gordura localizada, principalmente devido ao meu vicio em doces (açúcar em geral). Optar pela dieta cetogênica foi uma atitude "ousada" no meu caso, que sempre fui viciado em carboidratos ruins.

2. Que resultados você tem visto com a dieta no seu corpo? Quantos quilos já eliminou?

Fato curioso é que eliminei muito mais percentual de gordura do que baixei números na balança, pois eu continuo ganhando e mantendo massa magra. Muita gente tem uma impressão equivocada da dieta cetogênica (eu mesmo tinha), com relação ao carboidrato e massa magra. A impressão que eu tinha, inicialmente, é que o fato da dieta ter um numero insignificante de carboidratos prejudicaria no ganho de massa muscular. Mas aprendi que isso não é verdade e que sim, é possível ter músculos seguindo uma dieta sem carboidratos. Contudo, vale ressaltar que cada um é cada um, e nem todo protocolo dietético funciona da mesma maneira e com a mesma eficiência para todos.

3. Como está sendo a adaptação com a sua rotina? Dá pra fazer essa dieta e levar uma vida normal, sem abrir mão da vida social?

Hoje em dia estou bem adaptado e sinto prazer em seguir essa estratégia. Tudo na vida depende de como encaramos as circunstâncias e eu abracei essa mudança como uma reeducação alimentar mesmo. Eu readaptei meus hábitos à uma nova realidade. Quando colocamos algo na nossa cabeça, uma ideia fixa, não tem porque dar errado. Passamos a encarar aquilo como uma prioridade e buscamos colocar em pratica todas as estratégias necessárias para que dê certo. Hoje em dia eu sinto prazer em cozinhar, em criar e adaptar receitas cetogênicas, e me sinto extremamente inspirado também em motivar outras pessoas. Minha vida social continua 100% normal. Tudo que fiz foi me reinventar no quesito "escolhas". Mas em qualquer lugar que eu vá, eu consigo comer bem, pois aprendi a fazer escolhas e substituições com base nas minhas metas.

4. É muito comum em outras dietas as pessoas relatarem que ficaram mal-humoradas, em especial com a diminuição da ingestão de açúcar e carboidratos em geral. Você sente alguma variação de humor?

No inicio foi bem difícil. Principalmente porque eu sempre fui muito viciado em doces. Eu sentia muitas dores de cabeça nas primeiras semanas, mal-humor, indisposição e preguiça. Mas eu já sabia que isso seria algo que iria acontecer. Isso durou cerca de duas semanas, mas passou. Eu li e aprendi muito a respeito da dieta cetogênica, e um dos aprendizados mais importantes de tudo isso é que nosso corpo precisa de um tempo para aprender a usar os chamados corpos cetônicos como fonte de energia, e não mais o carboidrato. E essa fase de readaptação requer paciência.

Meu comentário técnico sobre a cetose e a dieta cetogênica:

Trocando em miúdos, o processo de cetose ocorre quando o uso da glicose vinda de alimentos, como os carboidratos, é reduzida, "obrigando" o nosso organismo a buscar uma fonte de energia alternativa, como a gordura. Para "sobreviver", o corpo entende que precisa queimar gordura e produzir as cetonas. Cientistas e estudiosos então descobriram que é possível induzir o corpo a entrar em estado de cetose, através da dietas cetogênicas. Já existem diversos estudos comprovando os benefícios da dieta cetogênica com relação a perda de peso, controle de glicemia sanguínea, no tratamento de câncer e outras doenças. Contudo, é imprescindível que essa dieta seja rigorosamente acompanhada por um profissional.

Como funciona: durante o processo de oxidação de gordura no fígado, o acetil-CoA (acetilcoenzima A) pode entrar no ciclo do ácido cítrico ou pode ser convertido em "corpos cetônicos", ou seja, em acetoacetato, D-β-hidroxibutirato e acetona, que são exportados para outros tecidos através da circulação sanguínea. O acetoacetato e o D-β-hidroxibutirato são transportados pelo sangue até chegarem em tecidos dos músculos esqueléticos, cardíaco, córtex renal e etc, onde serão oxidados através do ciclo do ácido cítrico para fornecer grande parte da energia requerida por esses mesmos tecidos. O nosso cérebro, que normalmente usa e "prefere" o carboidrato (glicose) como fonte de energia. Em sua ausência é capaz de adaptar-se para utilizar o acetoacetato ou o D-β-hidroxibutirato na obtenção de energia.

Pão de queijo sem carboidrato

Rendimento: 8 pães de queijos médios

Ingredientes:

  • 1/2 xícara mussarela triturada
  • 1/2 xícara parmesão
  • 1 ovo
  • 2 colheres de sopa de farinha de coco
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 60g de cream cheese

Modo de fazer:

Misture tudo em uma tijela até a massa ficar uniforme. Dívida em 8 partes e faça bolinhas. Pré-aqueça o forno em 200 graus centígrados e coloque pra assar em um tabuleiro untado por 15 min. Atenção, pois ele assa realmente muito mais rápido que o pão de queijo tradicional.

Sobre o autor

Bella Falconi é bacharel em nutrição e mestranda em nutrição aplicada pela Northeastern University, nos Estados Unidos, e life coach. Pioneira do movimento fitness nas redes sociais, Bella também é ex-atleta fitness e ministra palestras motivacionais em vários lugares do mundo, principalmente no Brasil. Atualmente, lidera um time de profissionais renomados em sua plataforma online de coaching nos EUA.

Sobre o blog

Dicas e artigos sobre saúde e bem-estar, com foco no equilíbrio e nas realizações pessoais. A ideia central do blog é motivar e também desmistificar diversos assuntos sobre alimentação saudável.