menu
Topo
Blog da Bella Falconi

Blog da Bella Falconi

Categorias

Histórico

Use a alimentação para enfrentar o horário de verão e a nova estação

Universa

09/11/2018 04h00

Crédito: iStock

O horário de verão no Brasil começou esse ano, em caráter excepcional, no dia 4 de novembro. Com ele, os dias passam a ter maior período de luz solar e com o adiantamento de uma hora no relógio e mais horas de sol, algumas mudanças acontecem no nosso relógio biológico. Assim, a alimentação pode ser uma aliada para minimizar os impactos dessa mudança.

O ajuste do relógio interfere no ciclo circadiano (responsável pelas alterações do organismo dentro de 24h), fazendo com que algumas pessoas tenham dificuldade de acordar mais cedo para tomar o café da manhã ou de fazer as refeições no horário novo.

O fato é que esse desequilíbrio no organismo ocorre mais evidente nos cinco primeiros dias da mudança no relógio. Assim, o impacto maior na alimentação em relação ao período de horário de verão, está não apenas relacionado ao horário, mas também ao aumento da temperatura na estação.

Embora não exista alimentação ou dieta específica para isso, uma alimentação leve ajuda muito, e é fundamental para não sobrecarregar o organismo, já que acordar uma hora mais cedo influencia o nosso relógio biológico.

Como um fuso horário, o horário de verão demanda do organismo adaptação. Assim, para não sobrecarregar um organismo que já está tendo de se adaptar, refeições leves aliviam o fardo desse período de adaptação do corpo ao novo horário alimentar.

Separei algumas dicas nutricionais para que você aproveite melhor as horas a mais de sol e o calor do verão:

– Comidas mais leves: Aposte em pratos com saladas, legumes e verduras. No calor, para evitar que o corpo fique mais aquecido, nosso metabolismo fica mais lento e assim não sentimos tanta fome como em épocas mais frias. Assim, uma alimentação leve será melhor para a digestão e não irá sobrecarregar o funcionamento do organismo, evitando assim um mal-estar.

– Menos carnes vermelhas: Prefira carnes brancas como frango e principalmente os peixes, que tornarão a digestão mais fácil.

– Frutas na hora do lanche: Além de serem alimentos leves, as frutas que possuem muita água também hidratam. Opte também por sucos naturais.

– O que evitar: Alimentos fritos, gordurosos, excesso de carboidrato refinado, bebidas alcoólicas, sorvetes de massa. Dê preferência aos alimentos naturais, alimentos integrais, sucos e picolés de frutas sem açúcar.

No calor também temos a tendência a ficar menos dispostos. Um organismo hidratado fica mais disposto, evita o cansaço e maior impacto no decorrer do dia. Isso proporciona mais disposição e energia para executar as atividades propostas.

Além disso, o básico: beba bastante líquido, pelo menos 2 litros de água. Seu corpo agradecerá.

Sobre o autor

Bella Falconi é bacharel em nutrição e mestranda em nutrição aplicada pela Northeastern University, nos Estados Unidos, e life coach. Pioneira do movimento fitness nas redes sociais, Bella também é ex-atleta fitness e ministra palestras motivacionais em vários lugares do mundo, principalmente no Brasil. Atualmente, lidera um time de profissionais renomados em sua plataforma online de coaching nos EUA.

Sobre o blog

Dicas e artigos sobre saúde e bem-estar, com foco no equilíbrio e nas realizações pessoais. A ideia central do blog é motivar e também desmistificar diversos assuntos sobre alimentação saudável.