menu
Topo
Blog da Bella Falconi

Blog da Bella Falconi

Categorias

Histórico

Uma alimentação mais natural ajuda a controlar a ansiedade

Bella Falconi

05/08/2018 04h00

 

Juntamente da depressão, a ansiedade já vem sendo apontada como o mal do século. Segundo a Liga Acadêmica de Saúde Mental LISAN, 80% da população mundial é afetada pela ansiedade. Isso é uma desordem de proporções jamais vistas.

Estamos como população adoecendo mais na alma e na mente do que no corpo. Apesar de hoje, no inicio do século 21, vivermos em média 35 anos a mais em relação ao inicio do século 20, o excesso de informações, de cobranças, de atividades diárias e preocupações faz com que a nossa mente esteja sempre acelerada, buscando soluções o tempo todo pra quitar as dívidas, cuidar da vida social, e absorver o máximo de informações no menor tempo possível.

Toda essa pressão e opressão da vida moderna, por resultados e metas as vezes não alcançáveis em curto prazo, quando vista de forma holística, mostra porque muitos estão rendidos a um sentimento de frustração e baixa autoestima. Pessoas de todas as idades e classes sociais.

É normal ficar um pouco agitado por algo novo em nossa vida, mas nao é saudável querer sempre que tudo aconteça exatamente na hora que voce quer. Pessoas que fazem, por exemplo, dietas milagrosas para perder muitos quilos em pouco tempo, frustram-se quando não chegam lá, e tendem a engordar ainda mais. Todos estão sujeitos a sentir ansiedade. A questão está na frequência que esse estado emocional aparece, podendo atrapalhar as atividades do dia-a-dia e levar a hábitos de vida piores, como o fumo, o sedentarismo e a má alimentação.

Melhorar a alimentação, os hábitos alimentares, pode ajudar a reduzir a ansiedade. O Brasil é o país que mais consome ansiolíticos como fluoxetina e clonazepam no mundo, e acredito que precisamos mudar essa estatística, reduzindo o consumo dessas substancias, e encontrando qualidade de vida em opções naturais e saudáveis de vida e alimentação. A seguir, trago quatro dicas nutricionais que podem ajudar você a entrar no eixo, reconquistar o seu equilíbrio.

1. Estabeleça rotina para suas atividades e hábitos alimentares.

Não adianta fazer dieta e comer tudo que encontrar pela frente de uma vez. Isso não é saudável. Descontar a sua ansiedade na comida não é a solução. Estabeleça horários regulares para alimentar-se de porções menores, em vez de comer porções enormes em horários aleatórios por conta da rotina profissional e pessoal. Discipline-se com a comida e isso será uma porta de entrada para ter mais auto-controle e menos ansiedade na vida.

2. Prefira alimentos frescos e não processados.

Alimentos orgânicos e frescos como legumes, cereais integrais, frutas, laticínios e carnes contém todos os nutrientes que nosso organismo precisa para funcionar bem, com disposição e bom humor. Por outro lado, alimentos industrializados com alto teor de processamento são ricos em aditivos químicos (corantes, aromatizantes e conservantes), que podem prejudicar o sistema nervoso, e favorecer inflamações. Sempre que possivel, opte por alimentos mais naturais, e isso fará uma diferença em seu equilíbrio hormonal, químico e mental.

3- Aumente a ingestão de alimentos que contenham ômega-3

Estudos tem indicado que a ingestão regular de alimentos que sejam ricos em ácidos graxos favorecem muitas coisas, inclusive o controle da ansiedade. Os ácidos graxos ômega-3 tem um impacto positivo nos transtornos de ansiedade, incluindo a redução dos níveis de cortisol e noradrenalina (desencadeadores do estresse), e o aumento das ligações de dopamina (neurotransmissor do prazer), o que melhora a resposta do corpo e da mente ao estresse.

Acrescente à sua dieta mais peixes, como sardinha, salmão e atum; oleaginosas, como nozes, pistache, avelãs e amêndoas; azeite de oliva; sementes de linhaça e chia.

4. Tenha mais alimentos ricos em magnésio e complexo B na sua dieta

A partir do momento que voce aumenta a ingestão desses dois nutrientes, isso favorece a conversão no seu organismo do triptofano em serotonina, um neurotransmissor que regula o humor. Além disso, a deficiência de magnésio no organismo pode levar à estágios de depressão e de ansiedade. Alimentos como nozes como gergelim, semente de girassol, castanha, amendoim, banana, alcachofra, espinafre, beterraba, iogurte natural e cereais integrais são boas fontes destes nutrientes.

Sobre o autor

Bella Falconi é bacharel em nutrição e mestranda em nutrição aplicada pela Northeastern University, nos Estados Unidos, e life coach. Pioneira do movimento fitness nas redes sociais, Bella também é ex-atleta fitness e ministra palestras motivacionais em vários lugares do mundo, principalmente no Brasil. Atualmente, lidera um time de profissionais renomados em sua plataforma online de coaching nos EUA.

Sobre o blog

Dicas e artigos sobre saúde e bem-estar, com foco no equilíbrio e nas realizações pessoais. A ideia central do blog é motivar e também desmistificar diversos assuntos sobre alimentação saudável.